Atendendo principalmente uma reivindicação do médico jovem a Resolução 1649/2002 que proibia descontos em honorários médicos através de cartões de descontos, foi revogada este mês de dezembro pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

O médico somente poderá se associar, referenciar ou prestar seus serviços à empresa que ofereça cartões de descontos ou similares desde que a empresa tenha um diretor técnico médico e esteja registrada no Conselho Regional de Medicina da jurisdição onde for prestar seus serviços; lembrando que este profissional, também deverá cumprir obrigações como prevê CEM.  

Vale lembrar a todos, médicos, empresas que a normatização do Ato Médico é realizada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e os Conselhos Regionais. 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.