O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) recebeu 13.541 reclamações em 2013 e o setor de planos de saúde lidera a lista, pelo segundo ano consecutivo, com 26,66 % das queixas registradas – negativa de cobertura e reajustes anuais abusivos. Um aumento de 6,26% se comparado a 2012. A advogada do instituto, Joana Cruz, explicou que “a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) tem uma regulação excessiva no caso de restrições. Além disso, deveria estipular um teto para os reajustes anuais, assim evitaria abusos nos preços”.
 
Procurada, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) disse, em nota, que a partir de amanhã ampliará o modelo de fiscalização e “as reclamações não assistenciais – aquelas que englobam temas como reajustes indevidos, alteração da rede credenciada e questões relativas aos contratos com as operadoras de plano de saúde – também gerarão notificações e prazos definidos para sua resolução”. (Fonte: CRM-MG)
 
 
Entidades médicas anunciam Dia Nacional de Advertência e Protesto contra planos de saúde
 
No próximo dia 7 de abril (Dia Mundial da Saúde), entidades médicas de todo o país organizam o Dia Nacional de Advertência e Protesto aos Planos de Saúde. A data será marcada por atos públicos contra os problemas que afetam o setor suplementar de saúde e deverá ainda convergir com o início das mobilizações da categoria no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), também previsto para abril. Além de reivindicarem a recomposição de honorários, as entidades médicas defendem o fim da intervenção antiética das operadoras na autonomia profissional e a readequação da rede credenciada, para que seja garantido o acesso pleno e digno dos pacientes à assistência contratada.
Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.