O Disque 100, serviço de proteção de crianças e adolescentes com foco em violência sexual, terá um canal exclusivo para que médicos possam denunciar casos de abuso contra crianças e mulheres. Para que a contribuição dos médicos à iniciativa possa ser viabilizada pelo CFM, o presidente do conselho, Mauro Ribeiro, anunciou a criação de um grupo de trabalho na autarquia. “Vamos fazer um estudo com o objetivo de buscar a melhor forma de agirmos em relação à violência contra a criança e a mulher”, declarou. Os trabalhos da comissão serão conduzidos pelo conselheiro federal representante do Rio de Janeiro, Raphael Câmara.

A comissão será integrada por representantes do CFM; do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos e também da Associação Médica Brasileira (AMB).

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.