Hospital Regional de Paraíso teve parte dos seus serviços comprometidos com a retirada dps plantões extras para cobrir escalas, essa é uma atitude recente da gestão da Sesau-TO que tem impactado os serviços de saúde oferecidos nos hospitais do Tocantins.

No último dia 03/08 a presidente do CRM-TO, Jussara de Souza Martins de Oliveira, acompanhada do vice-presidente do SIMED-TO, Hélio Hermenegildo Marques Maués esteve no Hospital de Paraíso, reunida com o diretor clínico do Regional de Paraíso, Luis Antônio Faria Mota, e o corpo clínico do hospital para falar dos gargalos.

Com a retirada dos plantões extras o Hospital Regional que é referencia para toda a região do Vale do Araguaia agora ficou com os serviços ainda mais prejudicados, pois só contará com trabalho médico de urgência e emergência, deixando de executar cirurgias eletivas, atendimento ambulatorial e retorno de pós-operatórios das cirurgias.

Durante a visita os médicos relatam que os serviços funcionavam de forma adequada e não estão entendendo a tentativa de mudança para que o hospital passe a não funcionar como requer sua missão de hospital regional.

 A presidente do CRM-TO, Jussara Martins de Oliveira, defende a permanência de todos os serviços do hospital como vinham sendo cumpridos.

Os médicos que estão sobrecarregados por terem poucos profissionais atuando foram orientados pelos representantes do Conselho e do Simed-TO a solicitar do diretor técnico do hospital revisão da escalas de plantão ou realizar boletim de ocorrência policial relatando que o serviço está em risco pela falta de profissionais.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.