Substâncias são usadas na sala vermelha e UTI do HGP -Problema vem causando a morte de pacientes, segundo o CRM

Uma fiscalização realizada no Hospital Geral de Palmas (HGP) no último dia (5), constatou a falta de medicamentos usados em atendimentos de urgência. Um deles é o soro glicosado, que é usado para tratar diversas doenças. Além deste, faltam antibióticos e remédios que tratam problemas do coração. A ação foi feita pelo Conselho Regional de Medicina (CRM), após uma denúncia relatando que na unidade faltavam medicamentos básicos na sala vermelha de emergência e na UTI.

O coordenador de fiscalização do CRM-TO, Eduardo Komka, explica que esse problema pode provocar até a morte de pacientes em alguns casos. “Está faltando o soro glicosado, adrenalina, noradrenalina, amiodarona, que são substâncias muito importantes no atendimento de urgência e emergência, principalmente na sala vermelha. Essa falta de medicamentos pode levar ao mau atendimento e à morte dos pacientes”, explica.

Eduardo Komka explica ainda que a denúncia sobre a falta de remédios na unidade de saúde não é nova e que já foram encaminhados relatórios para 22 órgãos, mencionando a gravidade do problema. “Parece que não recebemos uma comunicação sobre algo que tenha sido feito para sanar esse problema”, ressalta.

Quatro pacientes morreram no HGP nos últimos dias, mas de acordo com a diretoria da unidade, somente após os laudos ficarem prontos será possível afirmar se há ou não relação das mortes com a falta desses medicamentos. Segundo a gestão, esse problema não é comum na unidade e os remédios em falta já estão sendo comprados. (Fonte: G1Tocantins)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.