Com sintomas que podem ser confundidos com as manifestações sintomáticas de doenças neurológicas ou cardíacas, torna-se ainda mais importante o diagnóstico precoce da beribéri. A doença é gerada pela deficiência nutricional de vitamina B1, mais conhecida como tiamina e pode causar, entre outros sintomas, desde insônia, nervosismo e irritação até cardiopatias, dificuldades respiratórias, inchaço e perda da força muscular em membros.

No Tocantins, já foram identificados 185 casos de beribéri nos últimos cinco anos, sendo que nove deles foram a óbito. Somente no ano passado, foram 11 casos notificados. De janeiro a abril de 2015, nenhum caso foi registrado no Estado. Governo do Estado elaborou nota técnica com o intuito de sensibilizar os profissionais da Saúde para o problema. 

“Os casos são comuns em regiões pobres, onde a população está sujeita a alimentação com deficiências nutricionais. A doença tem tratamento muito simples, mas se não identificada e tratada rapidamente pode levar a óbito”, alerta o gerente estadual de Doenças Não Transmissíveis, Jader José Rosário da Silva.

Beribéri

A carência de vitamina B1 pode levar de dois a três meses para o surgimento dos primeiros sinais da doença. Os primeiros sintomas são perda de apetite e energia, fadiga insônia, nervosismo e irritabilidade. Persistindo a deficiência, podem surgir sinais de agravamento, como depressão, perda da memória, dores no peito e no abdômen, dormência, diminuição da força muscular, principalmente, dos membros inferiores, dificuldades respiratórias e cardiopatias, conforme explica a técnica Maria do Rosário Ventura, da Área Técnica Estadual dos Fatores dos Fatores de Risco.

Entre os alimentos ricos em vitamina B1 estão os cereais integrais, carnes vermelhas, peixes e ovos.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.