O Conselho Regional de Medicina do Estado do Tocantins (CRM-TO) a Associação Médica do Tocantins (AMT) e o Sindicato dos Médicos no Estado do Tocantins (Simed-TO) reuniram-se na sede do Conselho, no dia 28/03, com pauta que versou sobre assuntos conselhais, sindicais e associativo.

Na ocasião, os dirigentes lembraram que o médico tem sido vítima da má gestão e da falta de planejamento do governo. As entidades afirmam e querem tornar público que a classe médica não é a responsável pelo o caos na saúde pública, ou melhor, o médico não é culpado. “Desde sempre estamos prontos para sugerir melhorias, e estamos de mangas arregaçadas para ver a saúde do Tocantins funcionar como manda os protocolos, mas não somos ouvidos, querem nos culpar pela falta de prioridade e planejamento, não aceitamos”, ressaltou Nemésio Tomasella, segundo secretário do CRM-TO, e conselheiro federal.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.