dsc 0470

Defendendo quatro bandeiras: melhorias do SUS, médicos estrangeiros só com revalida, a carreira de estado no SUS e 10% da receita bruta federal destinada à saúde, médicos e estudantes de medicina do Tocantins abraçaram na manhã desta quarta-feira, dia 03, o Hospital Geral de Palmas (HGP) como forma de protesto e depois tomaram as avenidas da capital em direção ao Palácio Araguaia.

Em frente ao palácio, os manifestantes que cantaram o hino nacional e gritaram palavras de ordem, foram observados pela secretária estadual de saúde, Vanda Paiva. Na ocasião o Presidente do CRM-TO, Nemésio Tomasella, usando megafone ressaltou, “estamos aqui na luta em defesa da saúde de qualidade e da sociedade”.

Durante o abraço simbólico no HGP, pacientes a espera de atendimento aderiram a manifestação, como foi o caso do funcionário público, Dijalma Aquino Noleto, que está há 74 dias internado e na fila para tratamento de hemodiálise, Noleto disse que a culpa das péssimas condições de atendimento são de todos os poderes que não investem na saúde, “não existe nada mais importante que a saúde, aqui falta estrutura, vez em quando temos que comprar medicamentos porque falta, falta até luva essa é a realidade” finalizou o paciente.

A manifestação foi liderada pelas três entidades médicas Conselho Regional de Medicina do Tocantins (CRM-TO), Sindicato dos Médicos no Tocantins (Simed-TO) e Associação Médica do Tocantins (AMT) e contou com a adesão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-TO) como também com a participação massiva dos estudantes de Medicina da Universidade Federal do Tocantins (UFT), do Itpac de Porto Nacional.

Att, 

Nemésio Tomasella de Oliveira 

Presidente do CRM-TO 

 

Veja mais fotos em Palmas:

dsc 0504dsc 0445

dsc 0401dsc 0529

dsc 0438img-20130703-wa0017

 

Veja mais fotos em Araguaína

dsc04238dsc04236

dsc04235

 

Veja mais fotos em Gurupi

 img-20130703-wa0000img-20130703-wa0001img-20130703-wa0002img-20130703-wa0008

 

 

 

 

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.