A falta de medicamento, material e insumos é uma constante nos hospitais do Tocantins. O Conselho Regional de Medicina (CRM-TO) esclarece que para o profissional médico exercer sua função ética com excelência em um hospital, é de fundamental importância a existência de uma estrutura adequada ao exercício da medicina.

A falha no abastecimento de medicamentos e insumos vem prejudicando a atuação médica e de outros profissionais da saúde nos Hospitais do Estado. Essa falha de gestão deixa uma infinidade de pacientes sem atendimento médico adequado, seja em procedimentos simples ou complexos, o que gera longas filas de espera, e o pior, óbito de pacientes.

Essa precariedade na prestação da saúde pelo governo faz com que, aparentemente, o profissional médico seja responsável por todas as mazelas que ocorrem nos hospitais.

O CRM-TO deixa claro que é sonho do médico trabalhar em um ambiente sadio de respeito, responsabilidade, que tenham medicamentos, matérias, insumos e estrutura decente, afinal o êxito profissional é o desejo de qualquer médico.

É inadmissível ver pacientes irem a óbito por má gestão.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.