O Conselho Regional de Medicina do Tocantins (CRM-TO) realizou sessão plenária extraordinária na sexta-feira (08/03), ocasião em que foi discutido os graves problemas da saúde no Estado.

O CRM-TO a fim de unir forças na busca de soluções para minimizar a crise na Saúde do Tocantins realizou a sessão plenária extraordinária, foram convidadosoito órgãos públicos, masinfelizmente apenas um, a Defensoria Pública do Tocantins, esteve presente.

“É lamentável que os órgãos tenham declinado a discussão de uma pauta extremamente emergencial, o Conselho há tempos vem municiando estas instituições com relatórios técnicos de fiscalizações, que apontam todas as mazelas enfrentadas, tudo isso no intuito de colaborar para que atitudes sejam tomadas no sentido de fazer a saúde melhorar”, esperávamos mais interesse, ressaltou o presidente do CRM-TO, Jorge Guardiola.

Orgãos Convidados

Defensoria Pública do Tocantins (DPE-TO), Sesau-TO, Comitê Executivo para Monitoramento das Ações da Saúde no Estado do Tocantins (CEMAS-TO), Procuradoria Geral do Estado Tocantins (PGE-TO), Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE-TO), Tribunal de Contas da União (TCU), Ministério Público do Estado do Tocatins (MPE-TO), Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.