CRM-TO participa de mobilização nesta terça-feira com envio de carta aberta aos médicos e a imprensa

Em função da revolta generalizada da categoria médica com o Programa Mais Médicos e trechos vetados da Lei 12.842, que regulamenta a medicina. Profissionais da medicina de todo o país traçaram rumos, ou seja, ações, reuniões e mobilizações evitando se calar diante de tais direcionamentos do Governo Federal.

Nesta terça-feira (16), o Conselho Regional de Medicina do Tocantins (CRM-TO) buscando contribuir e somar forças ao movimento nacional fará divulgação de carta aberta a todos os  3.280 médicos e a imprensa local. Já na quarta-feira (17), a Diretoria do (CRM-TO) participará de reunião em Brasília, na sede do CFM, a fim de contribuir e reunir mais estratégias para os próximos passos da mobilização nacional que em todo país vem realizando greves, manifestações, assembleias e ações judiciais.

O presidente do CRM-TO, Nemésio Tomasella, acredita que as últimas medidas tomadas pela presidenta Dilma Rousseff desrespeitam a profissão médica e precarizam ainda mais o trabalho. “Para começar a solucionar o caos da saúde brasileira, queremos a destinação de 10% da receita bruta da união para a saúde, à criação de carreira de estado e a devida regulamentação da medicina”, finalizou Tomasella. 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.