O Conselho Regional de Medicina do Tocantins (CRM-TO) realizou nesta sexta-feira (07/08) Coletiva de Imprensa para informar e alertar a comunidade tocantinense sobre 10 pontos críticos elencados como problema no enfrentamento do COVID 19 no Tocantins.

Foram abordados: 

1. Falta de leitos e superlotação dos hospitais do Estado; 

2. Falta de medicamentos e insumos; orientando aos Diretores Técnicos o uso parcimonioso dos estoques disponíveis; evitando as cirurgias eletivas se possível; 

3. Falta de capacitações para os médicos e equipe multiprofissional que estão na linha de frente do COVID 19 em todo o Estado e dos principais Hospitais Públicos; 

4. Déficit de leitos, mesmo com à implementação ocorrida, detectados pelas várias fiscalizações realizadas pelo Departamento de Fiscalização do CRM-TO no Estado;

5. Solicita a prestação de contas dos recursos destinados ao Estado do TO (R$ 94 milhões recebidos);

6. Dificuldade de acesso e escassez de informações as entidades médicas da real situação dos leitos clínicos e UTI;

7. Não Implementação salarial, mesmo com publicação de portaria estadual sobre benefícios aos profissionais da linha de frente da pandemia no TO;

8. Não efetivação dos pagamentos de plantões extras já trabalhados; 

9. Falta de atenção e reuniões pontuais da Secretaria Estadual de Saúde (SES) com os diretores técnicos dos hospitais estaduais para estabelecer estratégias de enfrentamento da COVID-19;

10. RECOMENDAÇÃO a população em geral, que procurem IMEDIATAMENTE o atendimento médico, público ou privado, aos primeiros sintomas que possam sugerir a COVID 19. 

 

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.