Alguns lotes do fármaco cloridrato de ranitidina devem ser recolhidos, conforme determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), divulgada através da Resolução – RE 1.188, de 20 de abril de 2020, no Diário Oficial da União (D.O.U.).

A medida afeta lotes de duas marcas farmacêuticas: a Eurofarma e o Laboratório Teuto Brasileiro, que também teve o recolhimento de lotes do remédio Antidin (que também é à base de cloridrato de ranitidina) determinado pelo órgão regulador.

Nos dois casos, a Agência justifica que a medida aconteceu em virtude da presença de nitrosaminas (substâncias potencialmente cancerígenas formadas na fabricação de medicamentos) acima dos limites especificados nas bulas dos respectivos remédios.

É importante que os médicos procurem os seus pacientes para solicitar a interrupção do tratamento com esses determinados lotes. (Fonte: Anvisa)

 

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.